Eu e meu namorado comendo minha priminha PT. 1

Click to this video!
Autor

Vou contar meu relato aqui pois fico cheia de tesão só de lembrar oq aconteceu. Meu nome é Manu, tenho 17 anos, sou branca, tenho cabelos lisos e castanhos, médio na altura do peito, meus peitos são grandinhos e minha bunda não é tão grande mass é redondinha, sou magra, tenho 1,65 e tenho uma bucetinha toda depilada mas deixo uns pelinhos na área em cima do clitóris pq meu namorado Ian ama hihihi

Uns dias antes do Natal, minha família resolveu que passariamos o finalzinho do ano na praia, meus tios tem uma casa em um condomínio no litoral e pra lá fomos nós, eu, minha mãe, meu namorado Ian (18 anos) e o casal de tios e sua filha Renata (13 anos)
Minha relação com a Renatinha sempre foi muito próxima, quando eu era mais nova sempre ficava na casa da minha tia cuidando dela, a gente brincava bastante, tomávamos banho e dormíamos juntinhas, as vezes eu dava uns selinhos demorados nela e sabia que ela gostava pq sempre me pedia mais, as vezes a gente pegava uns dvds pornô do meu tio e ficavamos olhando curiosas as imagens que tinham atrás da capa do dvd mas nunca assistia pq tínhamos medo de ser pegas, mas os anos foram passando e eu fui me distanciando um pouco dela pq fui ficando mais interessada em sair com minhas amigas mais velhas e fazer coisinhas com elas hihi, eu sou bissexual e parece q sempre foi assim. Enfim, vamos a história
Na sexta feira dia 22/12 a família toda foi pra praia, passamos o dia inteiro brincando na areia, tomando sol e eu, meu namorado e renatinha ficavamos correndo pra lá e pra cá jogando vôlei e entrando no mar pra brincar e etc, ok, depois de passar o dia inteiro na areia, fomos pra casa, todo mundo tomou banho e por volta de umas 6h da tarde minha mãe veio me chamar pra ir no shopping com meus tios pra comprar uns presentes e passear, aí eu disse "Aí não mãe eu fiquei correndo e pulando o dia inteiro, vou ficar aqui com o Ian dormindo" Aí ela me olhou com uma cara de "dormindo sei" e deu risada e disse ok filha juízo, eles saíram e achei que tinham levado a renatinha junto com eles, td bem, esperei um pouquinho e logo pensei "agr sim q estamos sozinhos vou é atacar o Ian", fui pra cima do Ian que tava meio dormindo meio acordado, sentei em cima dele e comecei a me esfregar falando "acorda meu amorzinho que sua putinha tá louca pra te dar" Aí ele já acordou de vez pegou na minha cintura e foi me puxando pra cima e pra baixo, senti aquela rola gostosa ficando durinha de tesão, a rola dele deve ter uns 19 cm, a cabeça não é grossa mas em compensação ao resto, hmmm que rola grossa delicia 😛 tá ok, desci a bermuda dele junto com a cueca e comecei a fazer um boquete bem delicia e ele foi ficando ofegante, segurando meu cabelo e empurrando minha cabeça naquele pau delicia, eu não consigo engolir tudinho mas ele se deliciava com a minha boquinha melando ele todo, aí ele me disse "vem cá putinha safada, senta na cara do seu amorzinho vem" fiz como ele me pediu, o oral dele é o mais gostoso de todos, eu segurava na cabeceira da cama e esfregava minha bucetinha melada na cara dele e gemia muuuuito alto sou mtt escândalosa mas não é atoa eu tava cheia de tesão, aí eu voltei pro colo dele e fui colocando a rola dele na minha bucetinha, fiquei me esfregando um pouquinho pra deixar ela bem meladinha com o meu suquinho e fui sentando devagarzinho pq eu sou apertadinha apesar de transar com ele td fds, aí foi entrando e abrindo minha bucetinha e eu fui soltando uns gemidos juntos com suspiros de tanto tesão, ele adora quando eu deixo só a cabecinha dentro e vou sentando devagar, aí eu coloquei tudo e fui quicando, rebolando, e ele batia na minha bundinha e nas minhas coxas e eu gemia alto demais nem me importava, gritava pra ele foder bem fundo a putinha safada dele e ele virava os olhos de tesão, ficamos transando por uns 40 minutos até que nós dois gozamos juntos e deitamos cansados, ele desmaiou pq tava mais cansado q eu, eu logo levantei pra fazer xixi, sempre fui silenciosa pra tudo, exceto no sexo, sai do quarto e ele nem percebeu, até que eu do de cara com a porta do quarto da minha prima vejo que tem uma luzinha fraca lá de dentro aí pensei "puta merda a menina não saiu de casa" Aí coloquei o ouvido meio encostado na porta pra ver se ela tava acordada e fui ouvindo uns gemidos baixinhos, a putinha tava se masturbando de tesão p ter ouvido eu e o Ian, ela gemia tão gostoso que eu fui ficando excitada de novo e hipnotizada imaginando a bucetinha dela que eu não via a anos, a renatinha é uma guria muito linda, ela tem quase minha altura, é branquinha dos cabelos pretos e ondulados, os peitinhos dela estão começando a ficar grandes até pra idade dela e eu sempre tive um tesão naqueles peitos hmm dava vontade de chupar, fiquei imaginando eu chupando a bucetinha dela e fui me masturbando ali mesmo meio encostada na porta, só que me discuidei e soltei um gemido meio alto, aí percebi que ela ficou quieta e logo dps perguntou "Manu?" Aí eu gelei não sabia como reagir, minha prima abriu a porta e eu tava parada na frente dela com a calcinha toda encharcada, aí ela me olhou e disse "tá tudo bem? Achei que vc tava dormindo" tentando meio que disfarçar mas vi que ela tava mais sem graça que eu kkkk aí eu disse que tava tudo ok e perguntei se eu podia entrar pra gente conversar, ela deixou, sentei na cama e ela deitou cruzando as pernas meio que se escondendo de mim, aí eu falei "prima vc ouviu eu e o Ian né" e ela ficou vermelha e disse "é, vcs são bem barulhentos" Aí eu fiquei mt sem graça mas eu tava cheia de tesão pq ouvi ela gemendo e perguntei o que ela tava fazendo enquanto ouvia a gente transando, ela me olhou com cara de quem queria fugir e eu disse pra ela não ter vergonha q eu era a mesma prima de sempre que dava banho nela e selinhos também, ela disse que sentia saudades dos meus selinhos e que tava enfiando um cabo de escova de cabelo na ppk dela enquanto ouvia a gente gemendo, aí nesse instante liga minha mãe no meu celular, falando que eles iam voltar tarde pq o shopping tava lotado e tinha muito trânsito, que era pra eu fazer algo pra comer e etc, aí eu pensei hj é meu dia de sorte, desliguei e continuei falando com a minha prima, relembrando da infância quando fazíamos besteirinhas, fui me aproximando dela, beijando as bochechinhas dela, depois fui dando uns selinhos e quando menos esperava eu já tava tocando o biquinho dos peitos dela e lambendo a boquinha, ela colocava a língua pra fora e eu lambia tbm, foi ficando mais quente e eu desci a mão pra calcinha dela e fiquei alisando o clitóris por cima da calcinha e ela gemia baixinho, ela puxou o decote da minha regata pra baixo e começou a lamber meu mamilo, nossa aí eu já soltei um gemido gostoso de tesão e falei pra ela "renatinha safada, me mostra o que você tava enfiando nessa ppkinha" e ela tirou debaixo do travesseiro a escova de cabelo que tinha um cabo grosso até, acho que tinha a mesma grossura da cabeça da pica do Ian, aí eu falei "posso enfiar na sua bucetinha?" Aí ela cheia de tesão falou quase gemendo "enfia manu " fui enfiando devagarzinho e cada vez mais fundo, ela tava tão molhada que escorria entre a virilha dela e ia até a bundinha, ela continuou lambendo meu mamilo e eu gemia, ela tentava conter os gemidos, tava um tesão tudo aquilo achei que eu ia gozar só com as lambinhas que ela me dava, até que olhei pra porta e vi o Ian parado quase sem reação diante daquela cena, aí puxei a coberta que tava em cima da cama e cobri a renata num movimento só, ela assustou e viu que o Ian tava lá e começou a chorar de vergonha, se enfiou de baixo das cobertas e eu tava gelada de tensão, corri pra falar com ele, ajeitei meu peito pra dentro da regata e fui pedindo desculpas, falando que era pra ele ir pro quarto, aí ele olhou na minha cara e disse "sua vagabunda piranha, tava se aproveitando da sua prima e nem me chamou" Aí eu empurrei ele pro corredor e falei "para com isso amor, ela é menina e virgem ainda" e ele "pela carinha que ela tava ela deve tá querendo mais que isso" a gente começou a discutir e a renatinha apareceu atrás da gente e disse "por favor não briguem por minha causa" e eu virei e falei (continua)