Pequena Manuella – Parte 1

Click to this video!
Autor

Olá leitores,
Esta é a primeira vez que escrevo sobre algo que aconteceu e mudou completamente o rumo da minha vida.
Sei que alguns vão criticar, outros vão gostar… mas o que vale é o que eu vivo.
Encontrei este site pesquisando sobre o tema que vou narrar.
Sou mineiro e moro em São Paulo. Tenho 39 anos e sou separado. Tenho muitos colegas da minha cidade que também moram em SP, e sempre que podemos estamos juntos fazendo festas e churrascos. Tenho em especial uma amiga que tem a minha idade. Nos conhecemos desde a infância. Ela é lésbica, coisa que eu não tenho nenhum preconceito ou restrições.
Ela vive na dela e eu na minha… todos numa boa. Ela se chama Suzana.
Suzana é uma mulher madura, decidida e muito bem resolvida. Ela tem alguns imóveis e lojas. Chego a dizer que é a pessoa mais rica da nossa turma. Já tem uns 5 anos, que ela estava com uma mulher mais jovem, a Tânia de 25 anos. Tânia é uma morena linda, um tesão de mulher.
A Tânia tem uma filha, fruto de um relacionamento com um homem. É a pequena Manuella, de 7 anos.
Manú é a queridinha da turma. Todo mundo gosta dela. Garotinha meiga e doce. Sempre educada . Nunca estranha ninguém.
A Suzana e a Tânia formavam um casal que aparentava muita união.
No carnaval deste ano, a Suzana me ligou. Ela chorava muito e estava transtornada. Motivo: A Tânia terminou o relacionamento e disse que iria morar com o cara que ela tinha conhecido há algumas semanas.
Eu nem viajei no feriado, só para apoiar a Suzana. Se homem traído, sente… acho que mulher lésbica sente muito mais.
O mais engraçado nisto tudo é que a Tânia foi embora e deixou a filha com a Suzana.
Nos primeiros dias a Suzana não agüentava mais a menina. Queria que a Tânia viesse buscar a filha de qualquer forma.
Já não agüentando mais toda a situação, a Suzana me pediu para ficar alguns dias com a menina, até a mãe vir buscá-la.
Eu tentei negar, mas fui convencido e lá estava eu com uma criança em casa. Não sei como cuidar de crianças, o máximo que sei é brincar e mais nada. A Suzana banca a escola, a van para levar e trazer a menina e ainda dá dinheiro para as despesas.
Já no primeiro dia, em casa eu conversei com a Manu. Ela também estava triste com toda aquela situação, que convenhamos é pesada para uma criança.
Procurei agradá-la de todas as formas, e com o passar dos dias eu fui gostando demais da menina.
Eu sempre chego em casa por volta das 17:40 hs. A van traz a Manu as 18:10 hs
Coloco a menina no banho e dou a janta para ela.
Nestes banhos, comecei a ver a menina com malicia. Algo despertou em mim. Nunca tinha sentido atração por crianças. Mas ver a menina ali, peladinha… estava me excitando demais.
Comecei a dar banhos demorados nela. Alisava todo o corpinho frágil da menina, e passava um bom tempo tocando a pequenina bocetinha. Podem até não acreditar, mas a Manuella gosta de ser tocada (depois descobri que ser chupada também).
Numa noite fria, a Manuella pediu para dormir na minha cama. Eu lógico que deixei.
No meio da noite eu acordei e não resisti. Chupei a bocetinha e o cuzinho da pequena criança.
Meus amigos… que tesão senti. Gozei muito só de chupar a pequena.
No dia seguinte, agimos normalmente. Logo cedo eu vesti a roupa da escola e deixei ela na portaria do prédio para entrar na van escolar que já esperava.
Não sei o que me deu, mas senti um remorso muito grande. Me senti um lixo.
Trabalhei até as 15:30 hs e liguei para a Suzana. Pedi para conversar com ela.
Ao chegar no apartamento dela, a Suzana me perguntou:
– O que aconteceu Alex, você parece nervoso…
– Ahh Suzana, eu fiz merda… algo que nem posso contar.
– Uai homem, pode falar… sou sua amiga.
– Eu sei Suzana, mas eu não consigo falar. Só que eu não posso ficar com a Manuella lá em casa, eu vim te falar que vou trazer a menina de volta.
– Ahh não. Eu não quero a pestinha aqui não. Nem a mãe dela quer… fique com ela por favor.
– Não posso mesmo Suzana, eu estou até com medo…
– Medo … medo do quê ??
– nada… não quero falar.
– cara, confia em mim… eu já imagino o que aconteceu… pode falar, sou sua amiga.
– Eu sei Suzana, mas eu não consigo me abrir e falar…
– Cara, qualquer coisa que você tenha feito, eu estarei do seu lado… sempre.
– Eu agradeço minha amiga, mas não consigo falar.
– Então não fale… mas eu já imagino… você transou com a Manuella … é isto ??
– Não… ta maluca.
– Tô nada… se você não comeu a menina, deveria ter comido. Ela é pior que a mãe.
– Não… ela é criança ainda.
– Mas se não é isto… o que é ?
– Nada Suzana
– Posso te fazer uma pergunta ?
– Pode
– Você sente tesão pela Manuella né ?
– Eu ??
– É cara, eu vejo isto nos seus olhos…
– Suzana, tu é foda…
– Alex, relaxa… vou te contar um segredo meu: Eu e a Tânia já fizemos muitas coisas com a Manu…
– Como assim ??
– Veio, você sabe que eu gosto de boceta… e a menina tem… então imagina se eu não ia brincar rsrsrs
– Nossa Suzana… você pegou a menina ??
– Chupei muito aquela bocetinha doce… e a vagabunda da Tânia também.
– Nossa… nem sei o que falar….
– Se você não sabe, por favor não fale nada… apenas fique mais umas semanas com a menina, até a mãe dela vir buscar. Eu te peço isto meu amigo. E se o problema for dinheiro, eu pago para você ficar com a menina. Só não quero ela aqui.
– Poxa… nem sei o que falar agora…
– Tem certeza que não quer falar o que você fez com a Manu ?
– Vou confessar: Eu chupei a xoxotinha dela.
– Aí meu velho… eu sou foda.. sabia que era isto. Relaxa… a menina adora
– Ela estava dormindo e eu lambi a bocetinha e o cuzinho rosinha dela.
– Delicia. Mas pode fazer com ela acordada
Olhei no relógio e já era quase 18:00 hs. A van iria chegar logo. E eu teria que ir.
Me despedi da Suzana e ao sair ela me falou:
– Alex… depois veja seu zap… vou mandar um vídeo
Me despedi e rapidamente saí. Ao chegar no meu prédio a Manu já estava brincando com outras crianças do condomínio.
De certa forma eu relaxei mais. Parece que tirei todo o remorso que senti. Como dizem, fiquei mais leve.
Sentamos no sofá e vi que a menina tinha tarefa de casa para fazer. Ajudei ela nos deveres, e depois mandei ela ir tomar banho. Fui junto, mais para vê-la peladinha mesmo, até porque ela sabe se lavar sozinha. Liguei o chuveiro e deixei o Box aberto. Me sentei no vazo e fiquei ali olhando aquela delicia peladinha.
Até que meu celular deu sinal de vida. Peguei e vi que era a Suzana.
O que vi me deixou com muito tesão. No vídeo (que guardo a 7 chaves), a Suzana e a Tânia estão na cama com a Manuella. Elas chupam a menina e a menina chupa as duas. O Video tem 11 minutos de duração. Em determinado momento a Manuella está no meio das duas e coloca uma mão dentro das bocetas da Suzana e da própria mãe.
Gente, isto me deu muito tesão.
Em outro vídeo, elas ficam passando um vibrador ligado no corpinho da menina. Ela faz uma carinha de prazer e bem safadinha. Até chupa o vibrador.
Deixei o celular de lado e com o pau doendo de tão duro eu falei:
– Manu, posso tirar minha roupa e tomar banho com você ?
– Pode sim tio.
Fiquei pelado e entrei no Box com ela. A menina fixou o olhar no meu pau, mas não falou nada.
Eu estava mais nervoso que ela.
Até que perguntei: – Manu você já viu um destes ?
Ela só balançou a cabeça que sim.
Peguei o sabonete e lavei ela inteirinha. Dei o sabonete e pedi: Passa em mim…
Ela segurou meu pau com delicadeza pura, inocente até.
Eu quase gozei ali.
Resolvi levá-la para minha cama. Me sequei primeiro e depois enrolei ela na toalha.
Deitei a menina de barriga para cima e chupei muito a bocetinha mais linda que existe. Um gosto de pureza, uma aroma com frescor da pouca idade. Doce e delicioso.
– Manu, você sabe chupar ?
– Tio eu só fiz num de borracha.
– É igual meu amorzinho, a diferença é que o meu tem um leitinho que você pode tomar para crescer os peitinhos. Venha chupe um pouco.
Ela segurou, examinou e passou a pequena língua. Depois colocou só a cabeça na boca.
Ahhh que tesão é isto. Eu mal acreditei em ver a cena. Puro tesão.
Em uns 2 minutos eu gozei. Ela se assustou e engasgou um pouco.
Fiquei deitada de conchinha com ela. Fiz carinhos nos cabelos e alisei todo o frágil corpo.
Até que ela falou que estava com fome.
Pelado mesmo eu fui na cozinha e esquentei a comida que tinha na geladeira.
Após o jantar eu olhei meu celular… Tinha mais um monte de vídeos.
Assistimos desenhos deitados no sofá da sala. Até que a Manuella dormiu.
Com muito carinho coloquei ela na minha cama.
Fiquei na sala vendo os vídeos, até que a Suzana me ligou:
– E aí cara… ainda quer devolver a menina ?
– Agora não devolvo mais
– Te falei… a menina gosta… o que você fez com ela ?
– Só chupei um pouco e gozei na boquinha
– Eita safado… mas vai comer né ?
– Você é louca, ela não agüenta não…
– Agüenta sim… vou mandar um vídeo de uma menininha menor que ela fodendo igual uma puta velha.
– Sério.
– Veja o vídeo que te passei agora e mostre para a Manuella.
– Vou ver sim. Agora ela está dormindo, mas amanhã eu mostro para ela.
Amigos leitores, desculpem se o conto ficou longo demais, desculpem os erros de português, e se eu ofendi alguém peço desculpas também. O fato é que a menina gosta de sexo. Adora ser tocada, chupada e amada. Agora todas as noites dormimos juntos e pelados. Eu ainda não consegui penetrar, mas estou quase. Ela reclama de dor e eu paro para não machucar.
Como sinal de que ela gosta, em várias noites eu acordo com ela segurando meu pau.
Se gostaram deste relato, comentem que posso escrever mais.